way2themes

O que é e o que não se quer:

Por: | 12:24 Deixe um comentário
Certa vez ouvi e li duas pessoas que descriam da solução para a seca no Nordeste. Até entendo o porquê: bombardeio de ideias governamentais, avaliação equivocada de profissionais da educação e falta de dimensionamento das potencialidades da região. Bom, eis solução.


Fotografia do Mapa da Região Nordeste para mostrar, cientificamente, as riqueza da água doce que a comunidade científica e o governo brasileiro não sabem UTILIZAR, e quando USA faz de forma irracional, agredindo os Elementos da Natureza, as variáveis atmosféricas, os recursos naturais; O governo atual prega aos 4 cantos do mundo que vai acabar com a seca nordestina tirando 2% da água do rio São Francisco, a 650 km da foz, para levar ao semiárido, o que ele chama de transposição de água; A proposta dessa MALDIÇÃO vem desde 1.876, mas agora o governo se baseia em obras similares na Rússia, no México, nos USA, outros, sabidamente imediatismo que não responde à proposta preconizada de transportar a água de onde ela é excedente para onde é escassa; Sem entrar no demérito das transposições de água de rios em outros países, no Brasil seria uma forma de acabar com a seca nordestina: 
1) 1/3 da Região Nordeste, cerca de 630.000 km² recebe o mesmo índice pluviométrico das Regiões Sul e Sudeste - 2.000L/m² ao ano: Nordeste Amazônico, Sul da Bahia e Zona da Mata Nordestina; 
2) a transposição desses míseros 2% do RSF são insuficientes para atender 5% do semiárido de 890.000km², onde a oferta de chuvas média é de 400L/m², um dilúvio, mas que a comunidade científica não sabe pegar e guardar racionalmente;
3) os custos do projeto triplicaram nos últimos 10 anos; 
4) o que é seca?
No Mapa (acima) foi desenhado um retângulo com 1.000.000km², que enquadra o semiárido nordestino, MAIS o semiárido MG; observa-se que o Rio São Francisco divide essa área ao meio; a visão que se tem dessa imagem, e ela é muito clara, é que toda essa área de 1.000.0000 km² semiárida NE/MG poderia ser beneficiada com a água do Rio São Francisco, sem agressão, sem degradação, sem tirar a água do rio;
Vejamos a proposta racional: A vazão de água do RSF é de 160 milhões de metros cúbicos em 24 horas, água que é DESPERDIÇADA diariamente no Mar do NE - AL/SE; Durante um mês esse volume de água é 160.000.000 x 30 = 4.800.000.000 m³ de água; neste percurso de cerca de 1.300 km entre a foz do RSF e a divisa do semiárido MG com a zona da mata MG, tem 8 barragens, usadas como hidroelétricas, cabendo 162,5 km por barragem, mas apenas a barragem de Sobradinho tem essas dimensões; Se o governo construísse no RSF mais 11 barragens, ao longo desses 1.300 km, totalizavam 20 barragens/HIDROELÉTRICAS com 65 km cada uma, de modo que a represa de uma chegasse próximo à parede da barragem da frente, como se fosse um lago de mais de 1.200 km de extensão, com 4 bilhões e 800 milhões de metros cúbicos, interrompendo o fluxo da água do RSF SOMENTE durante 30 dias; Com esse Oceano de água doce armazenado no semiárido MG/NE o clima dessa área GOZARIA de uma mudança, para melhor, fantástica, em curto prazo; a geração de energia elétrica duplicaria, já que o mesmo fluxo de água do RSF acionaria as turbinas das 20 hidroelétricas; 4.800.000.000 m² em uma extensão de 1.200 km (considerando os espaços sem água entre as barragens), teria uma largura de 4.800.000.000 : 1.200.000= 48.000m ou 48 km de largura, tendo a calha do RSF no centro, mostrando que a desapropriação de terras a ser coberta pela água é de 24 km de cada lado do RSF.
Mas o que vai acontecer em termos de qualidade de vida: 1) produção de peixes, podendo-se fazer grandes fazendas de criação de peixes; 2) água para irrigação de lavoura no verão; 3) com o lago a água sobe nos afluentes do RSF em grande extensão, alguns são temporários; 4) com o lago, a lâmina de água na calha do RSF sobe 50 ou 60 metros, facilitando a coleta, transposição para abastecer as cidades; 5) a presença desse grande Mar de água doce no semiárido contribui substancialmente para a evaporação: a) mais formação de nuvens; b) redução da temperatura; c)aumento da umidade relativa do Ar; d) formação de chuvas convectivas (na área); e)restauração da flora, o que pode ser com o cultivo de fruticultura, concorrendo ainda mais para a melhoria do clima; f) aumento da massa orgânica animal - peixes, gado, fauna;
Considerando que no semiárido NE/MG os elementos Luz solar (luminosa e calorífica), Solo, Atmosfera (menos poluída do Brasil) estão na medida certa para a proliferação de vida, ÍMPAR no Brasil, o semiárido deixaria de ser semiárido, e teria o melhor clima da Terra para o Homem viver; Como se pode deduzir, o Brasil tem um espaço, uma área hoje considerada problema, inóspita, inadministrável aos olhos do governo brasileiro, que se transformaria no Paraíso Terrestre; O País tem todos os ingredientes para acabar com o nordeste problema, transformando no Nordeste Solução; O volume 4.800.000.000 m³ de água, 1.200.000m de comprimento; se a profundidade média do Lago for de 10 metros; 4.800.000.0000 : 1.200.000 X 10 = 400 metros de Largura sobre a atual calha do Rio São Francisco, o que significa dizer que NÃO levaria a grandes desapropriações de terras, visto que não há povoados ou cidades a menos de 200m das margens do RSF, a não ser em cima de morros com mais de 30m de altura, como seria o caso de Penedo-SE; Para se fazer esse Mar de água doce de 4.800.000.000 m³ de água não haveria interrupção do fluxo do rio, já que se levaria vários anos para se fazer as 11 barragens; Insistimos neste ENFOQUE tendo em vista a consonância de todos vetores da obra: a água do RSF na vazão referenciada é fato; que é desperdiçada no Oceano; que a produção de energia elétrica seria duplicada pela força motriz do MESMO fluxo de água; que o armazenamento desse volume de água estaria presente, SEMPRE, em toda área do semiárido NE/MG; que o armazenamento desse volume de água traria todos os benefícios climáticos citados, que no conjunto transformaria um semiárido de 1.000.000km² em terra úmidas e férteis, transformando, de fato e de direito, o Brasil no grande celeiro de alimentos da Terra; ao equacionarmos esses dados REAIS sobre problemas e Soluções ambientais e sociais, temos a convicção de estarmos, ciente e conscientemente, prestando um grande serviço à Humanidade; certamente essa postagem pode chegar em ambiente intelectual fértil, e assim servirá de argumento científico para projetos similares em outras áreas da Terra. Quanto ao Brasil, com sua comunidade científica e governo retrógrados, mentalidade do Homem das cavernas, essa informação científica lhe parece alienígena.

do blog dsoriedem.blogspot.com

0 comentários:

Postar um comentário