way2themes

Só fazem vergonha a si, se ainda tiverem:

Por: | 11:31 Deixe um comentário
Vídeos – Magno Malta detona Vanessa Grazziotin e ironiza Fátima Bezerra. “Nasci no lixo, vou perder pra molambo?”
"Quando eu escuto o PT chamar alguém de radical, me dá vontade de rir", diz senador

Por: Felipe Moura Brasil 20/06/2016
Numa segunda-feira tediosa no Brasil, em que as principais notícias foram a Oi entrar com pedido de recuperação judicial e o presidente Michel Temer confirmar a carência da dívida dos estados até dezembro, nada como reunir os melhores momentos de Magno Malta (PR-ES) contra a incurável Bancada da Chupeta na sessão do dia da Escolhinha do Professor Raimundo Lira, também conhecida como comissão do impeachment.
Eis algumas de suas tiradas presentes no vídeo abaixo:
“Quando eu escuto o PT chamar alguém de radical, me dá vontade de rir.”
“Eles podem ter estratégia, ninguém pode.”
“Nasci no lixo, vou perder pra molambo? Não vou perder nada.”
Malta também disse que nada ia perguntar a Ivo da Motta Azevedo Correa, ex-subchefe de Assuntos Jurídicos da Casa Civil que depôs como testemunha de defesa de Dilma Rousseff. O senador lembrou que esteve junto com Ivo, então assessor de Márcio Thomas Bastos, na CPI da Pedofilia.
“Então eu conheço ele, nada vou perguntar a ele, até porque ele era assessor da Casa Civil, de onde o Brasil viu sair tantas pérolas”, ironizou Malta, relembrando os petistas investigados que atuaram no órgão diretamente ligado ao chefe do Poder executivo.
“Erenice (Guerra)? Uma pérola. José Dirceu? Outra pérola. Gilberto Carvalho? Não, esse aí é onipresente, quando tem um crimezinho ele aparece. O senhor (Antonio) Palocci! (Outra pérola.) E quem substituiu ele foi o cidadão que foi ao aeroporto levar o documento para Lula assinar: o ‘Bessias’.”
Assista.
Quando Raimundo Lira tentou impedir uma réplica de Malta, o senador não deixou barato:
“Isso não é honesto, o que o senhor está fazendo. Eu tenho direito a réplica. Vem cá: algum senador aqui é melhor que eu? O senhor é benevolente com o PT e, quando chega na nossa vez, o senhor vem com essa pra cima de mim?”
Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) se intrometeu, mas Malta reagiu de imediato:
“Senadora Vanessa, fique no seu lugar, quietinha, depois você fala. Eu tenho direito a réplica.”
Raimundo Lira acabou dando dois minutos para Malta, mas Fátima Bezerra (PT-RN) se intrometeu novamente reclamando do tempo inicial de três minutos dado ao senador.
“Acabou, querida?”, ironizou Malta. “Acabou, querida?”
Em seguida, o senador escutou a maledicência que Vanessa cochichou com Fátima e teve de se impor mais uma vez contra a comunista:
“Senadora Vanessa, você está enganada. Eu sou homem de muita palavra. Se dentro da sua casa, você tem homem sem palavra, isso é problema teu, mas eu sou homem de palavra. Eu.”
Vanessa se fez de sonsa como de costume, mas Malta prosseguiu:
“Eu ouvi o que você falou, ou tu acha que eu sou doido? Eu tenho ouvido de tuberculoso, comadre. Entendeu?”
Assista.
Felipe Moura Brasil

0 comentários:

Postar um comentário