way2themes

"Quem raciocina por chavões de propaganda é mesmo incapaz de perceber os efeitos de seus supostos argumentos sobre a realidade que ignora.":

Por: | 12:57 Deixe um comentário
Assassinatos praticados por sírios na Alemanha são choques de realidade contra politicamente correto
Hipocrisia esquerdista continua sendo desmascarada pela realidade com banhos de sangue

Por: Felipe Moura Brasil
Cobertura internacional do fim de semana em tuitadas:
1.
– “Refugiado sírio mata mulher com facão na Alemanha e é preso“. Ué. Não eram todos uns coitadinhos?
sirio preso
– Essa notícia dá bug na esquerda. Refugiado mata mulher sem arma de fogo? Ué? “Minoria” contra “minoria” independentemente de desarmamento?
– Se você critica aceitação indiscriminada de refugiados, você é “racista, xenófobo”. Se refugiado mata e estupra, “perigo” é direita crescer.
– Acusar de “fomentar ódio” quem mostra que nem todo refugiado é bonzinho é distorcer constatação para demonizar adversário. Pura vigarice.
[Um militante comenta: “os cara tem dificuldade de entender a diferença entre ‘só arma mata’ e ‘só arma foi feita pra matar'”. Respondo:]
– Ainda que fosse só para isso, seria para matar inclusive terroristas, estupradores e bandidos em atos de legítima defesa. [E o militante apaga seu tuíte.]
– Quem raciocina por chavões de propaganda é mesmo incapaz de perceber os efeitos de seus supostos argumentos sobre a realidade que ignora.
– Após crime de refugiado (não todos), militante alega: “ah, cidadão também comete!”. Dãã. Problema é país aceitar mais criminosos que já tem.
– Gente normal entende que socorrer refugiados é tão digno quanto buscar modos de evitar acolher bandidos entre eles, até para protegê-los.
– John Nolte: “Refugiado sírio ataca na Alemanha. Algo chamado Realidade está implodindo a campanha de Hillary Clinton.” Amém.
– Hillary Clinton quer aumentar em 550% (de 10 mil para 65 mil) o número de refugiados sírios acolhidos pelos EUA. Uma ideia à altura de Dilma.
[Leitora Débora: “Se, ao invés de receber milhares de estrangeiros, os países se juntassem para combater os inimigos deles na origem, não viriam.”]
– Essa é a forma número 1 de socorrer refugiados. Evitar que povos virem refugiados combatendo terrorin loco. Mas esquerda sabota.
– Europa hesitou em ajudar EUA de Bush no Iraque, atrasando controle*. Quando Bush entregou Iraque seguro, Obama retirou tropas abrindo caminho ao Estado Islâmico.
[* Ver o livro Sobre o Islã, do jornalista e sociólogo Ali Kamel, lançado em 2007.]
2.
– Homem que se explodiu matando 1 e ferindo 12 era sírio cujo asilo foi negado, diz oficial alemão. Esquerda legitimando explosão em 3, 2, 1.
sirio explode
– Sírio se explodiu do lado de fora de festival de música lotado em Ansbach, na Baviera, após tentar entrar sem sucesso. Isto, sim, é reação desproporcional.
– Sírio-bomba, que já tentara se matar duas vezes, jurara lealdade ao EI, dizendo que ataque em Ansbach foi vingança pelo modo como alemães tratam Islã. Um ingrato.
– EI reivindicou ataque: terrorista “respondeu aos apelos de atacar Estados da coalizão que combate Estado Islâmico”. Esquerda vai começar a mandar ingressos?
– Se petistas descobrem que terroristas do EI se explodem por falta de ingressos para shows, são capazes de exigir Lei Rouanet para o Estado Islâmico.
– A propósito: sírio-bomba seria deportado para a Bulgária. Dilma, a “búlgara”, continua no Brasil.
– Fim de semana alemão: refugiado sírio mata mulher com facão; sírio-bomba com asilo negado mata 1, fere 12. Mas é “xenofobia” cobrar cuidado.
[Leitor Márcio: “Já fora assim no réveillon de estupros de Köln, Felipe.”]
– Comentei sobre os estupros de Réveillon na ocasião, Márcio:
“Mais de 500 mulheres já deram queixa à polícia de Colônia, na Alemanha, contra supostos árabes e magrebinos que as agrediram na noite de Ano Novo, na estação central da cidade, com abuso sexual de 40% das vítimas. Mas nem o estupro coletivo faz esquerdistas e demais politicamente corretos, que vivem posando de defensores das mulheres, passarem a discutir os limites da imigração sem rotular os adversários de xenófobos, racistas, islamofóbicos etc. Assim como aconteceu após os ataques terroristas em Paris, a maior preocupação da esquerda é com a ascensão da direita.”
– O Globo: “Após quatro atos de violência realizados por homens de origem estrangeira em uma semana, a Alemanha decidiu reforçar o policiamento em aeroportos, estações de trem e fronteiras.” Assim como acontece no Rio de Janeiro, a Alemanha de Angela Merkel aguarda os cadáveres para tomar – ou fingir que toma – alguma providência.
– “Juntos, os crimes, desde o dia 18 de julho, já deixaram dez mortos e dezenas de feridos, e devem aumentar as críticas ao programa da chanceler federal Angela Merkel de abrir as portas aos refugiados.” Se os alemães precisarem de dicas sobre impeachment, estamos aqui.
– “Mais de um milhão de imigrantes entraram na Alemanha no ano passado, muitos deles fugindo das guerras em Síria, Iraque e Afeganistão.” E alguns, buscando novos guerras.
– “O ministro do Interior, Thomas de Maiziere, disse que nenhuma decisão seria tomada sobre mudar as regras de asilo ou imigração até o fim das investigações.” Nada como aguardar os próximos cadáveres.
– Este blog, como se sabe, alertou para tudo isso em setembro de 2015, como relembrou neste vídeo mais completo de janeiro de 2016. Coisa de “racista”, sabe como é.
Felipe Moura Brasil

0 comentários:

Postar um comentário