way2themes

"Imprensa brasileira não noticiou, mas maioria dos agentes do FBI queria Hillary indiciada e se revoltou contra diretor James Comey":

Por: | 15:32 Deixe um comentário
Terceiro debate – Hillary quer brasilianizar os EUA
Blog comenta confronto com Trump e vitória do moderador Chris Wallace
Trump Hillary Chris
Cobertura em tuitadas do terceiro e último debate presidencial americano, realizado na noite de quarta-feira (19), entre os candidatos Donald Trump, do Partido Republicano, e Hillary Clinton, do Partido Democrata, com moderação do jornalista Chris Wallace, da Fox News.
– Trump garante indicar à Suprema Corte juiz contra aborto e desarmamento. Hillary enrola para não admitir que pretende o contrário.
– Hillary usa eufemismos de abortista ao defender assassinato de fetos inocentes. Quer verba federal para multinacional do aborto Planned Parenthood fazê-lo.
– Hillary afeta superioridade com sua risadinha arrogante ao ouvir Trump garantir que protegerá as fronteiras dos EUA. Teatro ensaiado.
– Trump diz que Hillary também já quis muro nas fronteiras e ela desconversa, admitindo, no entanto, haver locais onde isso é possível.
– O moderador Chis Wallace citou palestra de Hillary ao banco brasileiro Itaú em que ela revelou o desejo de ter “fronteiras abertas”.
– Trump: “Ela quer fronteiras abertas.” Nós, brasileiros, sabemos as consequências desse problema.
– Hillary desvia foco das vigarices expostas nos e-mails vazados de sua campanha com acusação de que Trump estimula espionagem russa.
– Trump perdeu oportunidade de explorar melhor o conteúdo dos e-mails de John Podesta, chefe de campanha de Hillary, vazados pelo Wikileaks.
– Bastou Hillary atribuir vazamentos a Putin que Trump logo ficou na defensiva sobre relação com russo. Não defendeu mal, mas perdeu ataque.
– Hillary promete aumentar salário mínimo e criar empregos. Como? Controlando economia com aumento do Estado. Nunca deu certo.
– Trump diz que Hillary vai aumentar impostos e que ele vai cortá-los massivamente para cidadãos e empresas. Distinção básica.
– Hillary negou que vá aumentar impostos e dívida. É uma espécie de “Freixa”. Precisa fingir que não é quem é.
– Eu ouvi Hillary prometendo universidade para todos? Daqui a pouco vai começar a falar em Pronatec.
– Hillary quer fazer populismo com o dinheiro da classe média. Conheço um país onde isso quebrou a economia e multiplicou a corrupção.
– Hillary quer “brasilianizar” os EUA econômica e moralmente, além de “alemanizar” o país em termos migratórios. Tem tudo para dar “serto”.
– Hillary se vangloriou de estar na sala de monitoramento da Casa Branca quando Bin Laden foi caçado. Quando 4 americanos morreram em Bengasi, não.
– Hillary, que apagou 33 mil e-mails para não ser indiciada, faz todo o seu teatro ensaiado sobre tratamento de Trump a mulheres.
– Hillary responde sobre toma-lá-dá-cá da Fundação Clinton como Lula sobre seu Instituto: falando da fome no mundo… Aham, senta lá.
– Foram necessários três debates para que escândalo da Fundação Clinton fosse citado por moderador. Um jornalista, não um cabo eleitoral.
– Trump fala das centenas de milhões de dólares que Hillary recebe do megainvestidor George Soros, financiador da esquerda no mundo.
– Trump foi aplaudido ao citar encontro secreto de Bill Clinton com chefe do diretor do FBI para enterrar investigação contra Hillary.
– Imprensa brasileira não noticiou, mas maioria dos agentes do FBI queria Hillary indiciada e se revoltou contra diretor James Comey.
– Trump fala do desastre provocado por Hillary e Obama na Líbia e na Síria em decorrência de armar rebeldes e derrubar Kadafi.
– Hillary: “Eu não vou deixar entrar ninguém neste país em quem nós não temos confiança.” Ela está em processo de “desfreixização”.
– Hillary, que chamou eleitores de Trump de “deploráveis”, terminou fingindo que quer governar para todos. É muita “sinceridade”.
– Hillary, como qualquer esquerdista, também quer expandir “direitos”. Até eu, que não sou americano, escondi minha carteira.
– Parafraseando Marx: “A história do Brasil se repete como farsa nos Estados Unidos.”
– Chris Wallace é o vencedor do terceiro debate entre Hillary e Trump.
– O jornalista da Fox News, conforme esperado, deu um banho de competência e discrição nos moderadores pró-Hillary dos debates anteriores.
– Caricatura que esquerda faz da Fox News, que se tornou líder de audiência por informar o que imprensa esquerdista omite, só confirma sua importância.
– A propósito:
FMB post imprensa aproveitar
– Trump fez seu melhor debate, mas não chegou a nocautear Hillary a ponto de reverter o favoritismo dela. Falta-lhe articulação verbal para vencer assim.
– Hillary manteve estratégia de pintar Trump como racista e sexista com apelos emocionais baratos e, também, como um “crianção” com risadinhas superiores.
– Pesquisa fajuta da CNN, sempre com sobrerrepresentação de democratas, dá vitória a Hillary, mas, mesmo assim, por margem menor que nos primeiros debates.
– Primeiro: 62% a 27%. Segundo: 57% a 34%. Terceiro: 52% a 39%. Essa ascensão de Trump na CNN já é suficiente para levar imprensa ao desespero. Prepare-se.
– Donald Trump Jr., filho de Trump, diz que pai não gastou sua vida no palanque, mas criando empregos, e por isso foi aprendendo e melhorando a cada debate.
– “Se ele estivesse fazendo isto pela vida inteira, ele seria o melhor político do mundo”, diz Donald Trump Jr.
– Trump (o candidato) disse que decidirá “na hora” se aceitará o resultado das eleições do dia 8 de novembro. Imprensa até hoje não aceitou sua candidatura.
– Afetar indignação com recusa de Trump em garantir que aceitará resultado, sem mostrar vídeo de operadores do Partido Democrata admitindo fraudes, é fácil.
(* Farei post sobre o assunto ignorado pela imprensa brasileira. ** Atualização de 21/10: Veja o postAQUI.)
– Dr. Ben Carson, aliado de Trump: “Somos um país que pode enviar homens à Lua… e não conseguimos monitorar a votação apropriadamente?”
– Recusa de Trump dá manchete para que imprensa tente desmerecer seu temperamento. Mas nada há de mais em deixar opção aberta para contestar resultado.
– Hillary disse em 2002 que George W. Bush foi “selecionado” presidente, não eleito. Quem é mesmo que não aceita resultado de eleição?
eleicao 2002
Se só teóricos da conspiração falam em eleições roubadas, o que são os democratas?
Felipe Moura Brasil

0 comentários:

Postar um comentário