way2themes

Os 80! - Billy Idol, Dancing with myself:

Por: | 21:04 Deixe um comentário
Minha entrada na época se deu aos oito anos e hoje relembrar não é só de um saudosismo, mas também de demonstração, repasso e ajuda na recuperação de ideia, combater a perda da referência, na amnésia histórica de quem passou e também de fazer os contemporâneos com menos de trinta anos, digamos, "saborearem" o período.

A postagem número um abre com música, com o Billy Idol. Estava em casa, recentemente e ouvi uma propagada de celular com o fundo musical dele, a música Dancing With Myself e lembrei-me de um fato recorrente aos mais jovens tão imersos em seus "umbiguismos", crendo que o mundo, conhecimento possui a mesma idade deles, nesse caso quase nada sabendo de tudo o quê veio de cultura, amálgama, junção e mesmo fundamento ao que se possui hoje. Apesar de propaganda ter fundo comercial, acaba "prestando tributo" ao rever canção dos 80.
O Billy Idol (nome real William Albert Michael Broad), cantor britânico de estilo Hard-rock, Punk e New Wave, principalmente, emplacou diversas canções, as quais foram mais tocadas em terra brasilis - Cradle of love, Eyes without a face (boa para as danças lentas) e Dancing With Myself, esta de lançamento em 1982, quando ele fazia parte do grupo Generation X, nome proveniente da cultura Rock dos 60 (como vê, prestando um tributo. Não pode haver anarquismo na música sob pena de você não tocar ou compor nada, of course, rssss!).

Então, ouvir na época o Billy com a Dancing não me fazia bater
cabeça, ou girar como um louco. Gostava do ritmo, melodia e quanto à letra, bem, na época eu não sabia inglês, inclusive a língua inglesa me seduziu para que aprendendo pudesse compreender aquilo que ouvia em tempo posterior, porém isso é para outra postagem, não sei quando, rssss!
1982 - Dancing with myself, foi época da Copa do Mundo e para acalmar minha decepção pela perda por parte do escrete, ouvi na velha radiola essa música do Idol.

Obs.: a aparição de zumbis, tão comuns nas séries atuais também são referência das "antrolas".
A música foi tema do filme Meninas Malvadas (que eu nunca assisti, nem pretendo).
Imagens:
1 - corrente na internet
2 - billyidol.net
3 - wikipedia

On the floor of Tokyo
Or down in London town to go, go
With the record selection
With the mirror reflection
I'm dancing with myself

When there's no-one else in sight
In the crowded lonely night
Well I wait so long
For my love vibration
And I'm dancing with myself

Oh dancing with myself
Oh dancing with myself
Well there's nothing to lose
And there's nothing to prove
I'll be dancing with myself

If I looked all over the world
And there's every type of girl
But your empty eyes
Seem to pass me by
Leave me dancing with myself

So let's sink another drink
'Cause it'll give me time to think
If I had the chance
I'd ask the world to dance
And I'll be dancing with myself

Oh dancing with myself
Oh dancing with myself
Well there's nothing to lose
And there's nothing to prove
I'll be dancing with myself

If I looked all over the world
And there's every type of girl
But your empty eyes
Seem to pass me by
Leave me dancing with myself

So let's sink another drink
'Cause it'll give me time to think
If I had the chance
I'd ask the world to dance
And I'll be dancing with myself

Oh dancing with myself
Oh dancing with myself
If I had the chance
I'd ask the world to dance
If I had the chance
I'd ask the world to dance
If I had the chance
I'd ask the world to dance

(Scat)

Dancing with myself
Dancing with myself
Dancing with myself
Dancing with myself

If I looked all over the world
And there's every type of girl
But your empty eyes
Seem to pass me by
Leave me dancing with myself

So let's sink another drink
'Cause it'll give me time to think
If I had the chance
I'd ask the world to dance
And I'll be dancing with myself

Oh dancing with myself
Oh dancing with myself
If I had the chance
I'd ask the world to dance
If I had the chance
I'd ask the world to dance
If I had the chance

I'd ask the world to dance

Nas pistas de Tokyo
Ou então nas ruas da cidade de Londres
Com a seleção de gravações
Com o reflexo do espelho,
Estou dançando comigo mesmo.

Quando não tem mais ninguém à vista,
Na solitária noite cheia de pessoas,
Bem, eu esperei tanto tempo
Por minha vibração de amor
E estou dançando comigo mesmo.

Oh, oh, oh dançando comigo mesmo,
Oh, oh, oh dançando comigo mesmo.
Bem, não há nada a perder
E não há nada a provar,
E estou dançando comigo mesmo

Se eu procurasse por todo o mundo,
E existe todo tipo de garota,
Porém seus olhos vazios
Parecem me ignorar
E me deixam dançando comigo mesmo.

Então vamos tomar outra bebida
Pois isso me dará tempo para pensar.
Se tivesse uma chance,
Eu convidaria o mundo para dançar,
E estaria dançando comigo mesmo.

Oh, oh, oh dançando comigo mesmo,
Oh, oh, oh dançando comigo mesmo.
Bem, não há nada a perder
E não há nada a provar,
E estou dançando comigo mesmo

Ainda que eu procurasse por todo o mundo,
E existe todo tipo de garota,
Porém seus olhos vazios
Parecem me ignorar
E me deixam dançando comigo mesmo.

Então vamos tomar outra bebida
Pois isso me dará tempo para pensar.
Se eu tivesse uma chance,
Eu convidaria o mundo para dançar,
E estarei dançando comigo mesmo.

Oh, oh, oh dançando comigo mesmo,
Oh, oh, oh dançando comigo mesmo,
Se eu tivesse uma chance,
Eu convidaria o mundo para dançar,
Se eu tivesse uma chance,
Eu convidaria o mundo para dançar,
Se eu tivesse uma chance,
Eu convidaria o mundo para dançar,

(Scat)

Dançando comigo mesmo
Dançando comigo mesmo
Dançando comigo mesmo
Dançando comigo mesmo

Ainda que eu procurasse por todo o mundo,
E existe todo tipo de garota,
Porém seus olhos vazios
Parecem me ignorar
E me deixam dançando comigo mesmo.

Então vamos tomar outra bebida
Pois isso me dará tempo para pensar.
Se eu tivesse uma chance,
Eu convidaria o mundo para dançar,
E estarei dançando comigo mesmo.

Oh, oh, oh dançando comigo mesmo,
Oh, oh, oh dançando comigo mesmo,
Se eu tivesse uma chance,
Eu convidaria o mundo para dançar,
Se eu tivesse uma chance,
Eu convidaria o mundo para dançar,
Se eu tivesse uma chance,

Eu convidaria o mundo para dançar.

0 comentários:

Postar um comentário