way2themes

Por que os cubanos não trocam presentes no Natal?

Por: | 12:25 Deixe um comentário
(Amém, irmão!? Acho que não! Comunismo e Cristianismo com tudo a ver, não é, Bergoglio!? Sim! Tudo a ver, só a ver!)

Assim que o grupo de Fidel Castro tomou o controle da Revolução Comunista de 1959, o país foi declarado ateu. Escolas religiosas foram fechadas, igrejas foram vandalizadas, procissões foram proibidas, padres e freiras foram deportados ou presos.

Assim como outros que estavam na esfera de influência da União Soviética. As religiões eram consideradas o “ópio do povo” e deviam ser eliminadas.

Ao mesmo tempo, todos os feriados religiosos de Cuba foram abolidos. Na maior cara de pau, em 1969, o ditador Fidel Castro eliminou o Natal sob a justificativa de que a festa atrapalhava a colheita de açúcar.

0 comentários:

Postar um comentário