way2themes

Forças Armadas em São Lourenço da Mata, aspectos:

Por: | 12:55 Deixe um comentário

A garantia da lei e da ordem com o uso das forças armadas (aqui, na cidade, com o exército) têm aspecto garantido por meio do presidente da república, comandante institucional dessas forças e ao atribuir esse uso em lugar das forças policiais militares (outra força, sob o comando do poder estadual, governadores, contrabalançam um certo equilíbrio de poderes, não deixando à mercê uma esfera menor pela maior), a diferença é grande. Entrelaçam-se as ações de patrulhamento ostensivo, manutenção da ordem e presença garantidora da coerção aos infratores da lei - ambas, polícias e forças armadas coincidem. Exército, Marinha e Força Aérea são o último recurso em relação ao desempenho interno, controle urbano, combate a ameaças específicas.


A utilização dessa força foi pedida pelo governador Paulo Câmara, em visita recente do presidente Michel Temer à Pernambuco. Inclusive foi a primeira visita oficial do recém-empossado. Trazendo recursos para recuperação hídrica, Temer garantiu a permanência da força até o dia dezenove. A atuação do exército se dá através de movimentação veicular, primeiro, depois o patrulhamento a pé.


O armamento usado, aparentemente (confira nas fotos) é só o fuzil belga (originalmente. Na atualidade é fabricado no Brasil pela Imbel) FAL (fuzil automático leve), de calibre 7,62mm, modelo, adotado há mais de cinquenta anos. Altamente letal, esta arma, quando disparada, impulsiona um projétil (ou projetil) com precisão de até seiscentos metros, porém pode alcançar quase quatro quilômetros e ainda ser nocivo.
Na iminência de um distúrbio nessa situação (não havendo outro armamento, balas de borracha, pistolas taser, etc.), resta às tropas ou só observar, ou dar tiros para cima, ou atirar contra os atacantes, arruaceiros, bandidos. Como aconteceu ontem na Capital.


Enquanto não cessam as operações-padrão da PM (redução do efetivo nas ruas, lentidão na resposta), não se acertam acordos entre governo estadual e força policial, a cena deverá ser prolongada.




0 comentários:

Postar um comentário