way2themes

Superfície no Planeta São Lourenço da Mata - Vitória de Pirro:

Por: | 19:57 Deixe um comentário
Tenho feito publicações "pedagógicas" há mais de sete anos, na esperança de que não só as pessoas simples, mas também as imbuídas de poderes outorgados possam repensar, melhorar, ter condição de ampliar horizontes e mesmo entender um princípio que a Bíblia propõe, em provérbios 27:5-6 - "Melhor é a repreensão aberta do que o amor encoberto. Fiéis são as feridas dum amigo; mas os beijos dum inimigo são enganosos."

É certo que nem todo tempo é para isso, no entanto a quem se predispõe melhorar a vida das pessoas necessita ter essa perspectiva em mente. Se o faço por escrito e menos vezes falado, mas o faço, preocupo-me além de mim e, o colocado nesse meio é de mim a quem o lê, sem salamaleques, futricas ou coisas que os valham.

Ainda não dei a entender o título do post. Antes era preciso pontuar essa introdução, sabe-se lá se é a primeira vez que lê algo aqui sobre o assunto, e não está habituado ao modelo de escrita, por isso, precavendo-me, esclareço.

Sigamos. Conta a história, no período em que a República Romana existia, um monarca lançou-se aos ataques, assaltos a várias nações, inclusive Roma. Pirro, rei de Épiro e Macedônia, extremamente habilidoso, reuniu exércitos e empreendeu ferozes batalhas, vencendo-as a altíssimo custo financeiro e de homens. Derrotou por muitas vezes as já organizadas tropas romanas, porém ficou exaurido de forças e por extensão, o gasto foi alto.

O custo de uma vitória eleitoral que levou à ausência de pessoas capazes além de assinar papéis e repetir comunicados é evidente, a não ser que estejam sendo impedidas de fazer seu trabalho. Fazendo uma comparação razoavelmente simples aqui, é como uma escola que consegue, de verdade, aprovar dez alunos à universidade, quando a instituição possui mais de cem! Há apenas dez cabeças pensantes além da média no Paço?

É preciso responder com mais que: depois, mais tarde, vamos ver... Assim como já apontei em posts anteriores da série, ser inteligente e ser sábio são mistura fina e para ocorrer precisa-se de uma soma das vontades de melhorar junto às contrapartidas visuais - capino, medico, educo, limpo, socorro, etc., e tenho quem multiplique bem essas tantas ações a fim de atender mais de cem mil?

No caso de potencial cidade e pessoas mais tranquilas que quaisquer outro atributos tidos, remover um marco e por outro melhor no lugar está além de conhecer um manual de natação; sem aprender a nadar e realizar o exercício é ou só olhar da borda, ou afogar-se. Não quero que aconteça, por isso prefiro a repreensão franca a amar escondido. Se não aprendermos com os erros recentes ou pretéritos, estaremos fadados à péssima repetição.

0 comentários:

Postar um comentário