way2themes

É a cultura, estúpido!

Por: | 21:33 Deixe um comentário
Quanta violência! Por que há quase setenta mil assassinatos por ano, onde oitenta por cento são homens, e porque não há proteção a eles? Até onde isso irá?

- Em quem se votou no últimos anos? Qual a ideologia? Quais as políticas para a criminalidade?

Por que o Brasil chegou a níveis tão baixos na educação? Por que apenas oito por cento dos brasileiros sabem ler e interpretar corretamente um texto? Por que não há importantes trabalhos científicos brasileiros sendo reconhecidos no exterior?

- Em quem se votou nos últimos anos? Qual a ideologia? Quais os Planos Nacionais de educação?

Por que a "ideologia de gênero" e a "identidade sexual", coisa nenhuma com nada têm sido amplamente insistidos? Por que pessoas aceitam a perversidade tão passivamente e acham até lindo?

Em quem se votou nos últimos anos? Qual a ideologia? Que estratégias têm para destruição das pessoas?

Por que há treze milhões de desempregados? Por que a economia anda tão mal? Por que houve desvio de dinheiro a países estrangeiros com ideologia de esquerda?

- Em quem você votou no últimos anos? Qual a ideologia? Quais alianças foram feitas no continente?

Por que há pessoas religiosas aceitando dividir o Reino entre Deus e Marx? Por que o Cristianismo de alguns é uma agremiação de esquerda e não a comunhão da fé? Por que há tantos infiltrados nas bases religiosas?

Em quem você votou no últimos anos? Qual a ideologia? Quais questionamentos não foram feitos "na lata" a esses?

Marxi-sócio-comuno-esquerdismo. Eis a ideia maldita.

Adendo:
" “O segredo é da natureza mesma do poder”, dizia René Guénon. Quem ignore essa regra hoje em dia está condenado a servir de instrumento cego e dócil para a realização de planos políticos de
enorme envergadura que lhe permanecem totalmente invisíveis e inacessíveis. Isso é particularmente verdadeiro no caso das chamadas “guerras culturais”, cujos movimentos, sutis e de longuíssimo prazo, escapam à percepção não só das massas como da quase totalidade das elites políticas, econômicas e militares. Todos sofrem o seu impacto e são profundamente alterados no curso do processo, inclusive nas suas reações mais íntimas e pessoais, mas geralmente atribuem esse efeito à espontaneidade do processo histórico ou a uma fatalidade inerente à natureza das coisas, sem ter a menor ideia de que até mesmo essa reação foi calculada e produzida de antemão por planejadores estratégicos.
...
A característica essencial da nossa época é justamente a transformação cultural planejada, quem não seja capaz de percebê-la estará privado da possibilidade de lhe oferecer uma reação consciente: por mais dinheiro que tenha no bolso ou por mais alto cargo que ocupe na hierarquia política, jurídica ou militar, estará reduzido à condição de “massa de manobra” no sentido mais desprezível do termo.".

Olavo de Carvalho - O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota.

0 comentários:

Postar um comentário