way2themes

Gato por lebre, ou a guerra semântica na mídia:

Por: | 09:57 Deixe um comentário
Ou gato com lebre, como já ouvi por aí. Modo malandro, desonesto com a intenção de fazer passar ideia de normalidade, regularidade através do descuido de terceiros em observar a incompatibilidade do número nas pedras.
No jogo com dominós a tática é feita para livrar-se do toque (deixar de jogar na vez), para desviar o rumo de quem estava com vantagem, para ganhar a partida ou qualquer outra, desde que passe sem ser notado. Quem sabe jogar, sabe que isso é desonestidade da grossa. Quem não (crianças, bem novas), faz por desconhecer o andamento da partida.
A pedra faz parte do jogo, mas seu lugar não é junto a outra que tem número diferente.
É assim que a Grande Mídia tem feito:

SUDÃO DO SUL - O que faltou te contar na reportagem do "Fantástico"...
Enquanto milhares sofrem, outros enriquecem.
É o mesmo país em que um doador da Fundação Clinton fez milhões de dólares (o então embaixador Joe Wilson, funcionário de Hillary no Dep. Estado) investindo em "Mudanças de Soberania".
O então embaixador Joe Wilson, funcionário de Hillary e doador da Fundação Clinton fez milhões nesse negócio.

Deixando os eufemismos de lado, se trata de fechar acordos com "Senhores da Guerra", envolvidos em massacres de tribos inteiras na África, de forma a ter a acesso para exploração de gás natural, petróleo e mineração.

Este é um trecho do documentário "Clinton Cash", disponível em sua íntegra no Youtube (goo.gl/FPByu8)
Do Embaixada da Resistência.

0 comentários:

Postar um comentário