way2themes

Um caminho aos vereadores de São Lourenço da Mata - edição extra:

Por: | 14:30 Deixe um comentário
A sessão sendo vista e ouvida por muitas pessoas, a quem se apresenta a falar, e faz o certo em se pronunciar, precisa de alguma correção, porque o dito por alguém destacado, eminente (importante) é reproduzido por quem não sabe diferenciar linguagens.

A canção do grupo Ultraje a Rigor com a frase repetidas vezes apresenta o primeiro equívoco.

Nós somos (ou a gente é)! A gente somos, não! Pela madrugada!

E a ausência do gerúndio, nas palavras: andano, comeno, falano, comprano, teno e assim por diante, precisa ser observada e corrigida, pelo mesmo motivo inicial do post.
Andando, comendo, falando, comprando, tendo. As palavras em negrito são para dar clareza quanto ao que se deve escrever e falar.

Um pouco mais:

Primeira coluna, o que foi dito; segunda coluna, o que deveria ser:
Impetrepá - interpretar;
Contrubada  - conturbada;
Livre abítrio - livre arbítrio;
Gratuíto - gratuito (tui, tui, não tuí);
Leaudo - layout ou leiaute;
jovis - jovens;
Chã da táuba - Chã da Tábua.

P.S.: Para dizer o palavreado "politiquês" - vossa excelência, a todos e a todas (esquisitice colocar feminino onde não cabe), etc., há todo cuidado, e porque não a mãe da comunicação? 

0 comentários:

Postar um comentário