way2themes

Para o SLM na Política - a troca do duradouro pelo momentâneo:

Por: | 11:01 Deixe um comentário

“Por causa de um prego, perdeu-se uma ferradura; por causa de uma ferradura, perdeu-se um cavalo; por causa de um cavalo, perdeu-se uma batalha; por causa de uma batalha, perdeu-se uma guerra; por causa de uma guerra, perdeu-se um reino… Por causa de um único prego, perdeu-se um reino inteiro!” (um provérbio supostamente chinês).


A frase da imagem é atribuída à Henrique III, rei inglês que perdeu uma batalha e o trono britânico. O momento foi encenado em uma peça de William Shakespeare. Conta-se que o rei, apressado, pediu para colocarem as ferraduras em seu cavalo, no entanto não havia os objetos, forçando o ferreiro a confeccionar de improviso não só a proteção às patas equinas, como também os pregos insuficientes para as ferraduras. Saindo em disparada ao conflito, o cavalo do rei perdeu as ferraduras, causando a queda do monarca e a fuga do animal assustado. Daí, em prosseguimento, o dito na imagem.

A perspectiva louca e desesperada dele, em oferecer tudo por um momento de luta é a amarração dessa metalinguística à comunicação local, que precisa ser pensada hoje, porque os divulgadores de informação, dadores de notícia necessitam de autocrítica. Ou escrevemos, dizemos, opinamos sobre as coisas e pessoas como elas são, sem a capa da desfaçatez, ou fazemos a soldo irresponsável. Na segunda afirmação, trocamos o reino por um cavalo e em algum momento a soldadesca em torno fugirá, com sabedoria e acertadamente.

Como quem elabora o escrito, lê primeiro, vou tomar o bom remédio.

P.S.: um detalhe perceptível e evitável, se tomado, faz tudo perder. Pode-se resumir do exposto acima.

0 comentários:

Postar um comentário