way2themes

Generalidades Notícias, número 42:

Por: | 4/02/2018 07:09:00 AM Deixe um comentário
Mundo
Todos os diplomatas da Rússia expulsos pelos EUA já retornaram a seu país
Todos os 60 diplomatas russos expulsos pelos Estados Unidos em solidariedade com o Reino Unido pelo caso Skripal já retornaram à Rússia, informou neste domingo a agência oficial russa "RIA Novosti".

Os diplomatas e suas famílias, um total de 171 pessoas, voltaram ao país a bordo de dois aviões enviados especialmente para esse fim pelas autoridades russas.

No dia 26 de março, os EUA declararam 'persona non grata' 48 diplomatas russos credenciados em Washington e 12 membros da representação permanente da Rússia na ONU.

Moscou respondeu a essa decisão expulsando o mesmo número de diplomatas americanos e revogando a permissão para o funcionamento do Consulado Geral dos EUA em São Petersburgo.

"Honestamente, não me lembro se alguma vez a Federação da Rússia foi atacada desta maneira, não consigo me lembrar de tamanho desastre nas relações russo-americanas", disse à televisão russa o embaixador da Rússia em Washington, Anatoli Antonov.

Para Antonov, "os eventos na Grã-Bretanha (o envenenamento com uma substância neurotóxica do ex-espião duplo Sergei Skripal e de sua filha Yulia, uma tentativa de assassinato que o governo britânico atribui ao Kremlin) foram só um pretexto para realizar uma provocação planejada de antemão contra a Rússia".

Ontem, a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, que negou diversas vezes o envolvimento de seu país no envenenamento dos Skripal, declarou que o sigilo do Reino Unido sobre o caso desperta "suspeitas" sobre o envolvimento dos próprios britânicos.

"A ocultação de informação, o sigilo sob o qual são mantidos os detalhes do ocorrido faz pensar que nisso pode estar envolvido, em particular, o serviço secreto britânico", comentou a porta-voz.

Há dois dias, a Rússia anunciou a expulsão de dezenas de diplomatas de alguns países, a maioria da União Europeia (UE), que se solidarizaram com o Reino Unido pelo caso Skripal e que declararam 'persona non grata' muitos diplomatas russos.

O Kremlin sustenta que não fez mais que responder a ações inamistosas, e que está disposto ao diálogo e à cooperação com todos os países.

Moscou também pediu, até agora sem sucesso, que as autoridades britânicas autorizassem a visita de funcionários consulares russos a Yulia Skripal, cujo estado melhorou, mas permanece no hospital.

Sergei Skripal, que tem cidadania britânica, continua hospitalizado em estado crítico em um centro médico de Salisbury, no sul da Inglaterra, onde foi envenenado em 4 de março junto com sua filha com um agente neurotóxico que, segundo o governo britânico, foi desenvolvido na extinta União Soviética e depois na Rússia.


Presidente eleito pede unidade e diz que desenvolverá a Costa Rica
O presidente eleito da Costa Rica, Carlos Alvarado, chamou no domingo a união nacional, durante seu discurso da vitória e disse que desenvolverá um país "que tem potencial para ser uma nação que brilha e que avança rumo ao progresso".

"O meu dever será unir a esta República, uni-la para que seja uma república líder no século XXI, que a Costa Rica ocupe esse lugar que merece, essa nação unida é a que temos que construir juntos", afirmou Alvarado desde, em uma praça de San José, capital do país, diante de centenas de simpatizantes.

Carlos Alvarado, do governista Partido Ação Cidadã, ganhou no domingo o segundo turno das eleições presidenciais na Costa Rica com o apoio de 60,7% dos eleitores, contra 39,3% de seu rival, o evangélico Fabricio Alvarado.

Alvarado, de 38 anos e que será o 48º presidente da Costa Rica, manifestou que o país lance uma mensagem democrática e que agora vai trabalhar para combater a pobreza e reduzir as profundas desigualdades.

"Somos um país que precisa de fechar as lacunas históricas que há entre homens e mulheres, estamos comprometidos com uma agenda de igualdade, um país que deve dar igualdade para as pessoas com deficiência, idosos e melhorar as condições das nossas crianças", destacou Alvarado.

O Tribunal Superior Eleitoral da Costa Rica divulgou o primeiro relatório das apurações cerca de 2h30 depois do fechamento dos colégios eleitorais.

Carlos Alvarado vai assumir o poder no próximo dia 8 de maio, para o período 2018-2022 em substituição do seu correligionário Luis Guillermo Solís.



Brasil
Nova viatura da PM do Rio tira nota zero em teste de segurança
Viatura Ford Ka Sedan tirou nota zero em teste de segurança da Latin NCAP; PM afirmou que o edital seguiu critérios técnicos e legais e foi realizada ampla pesquisa de mercado

As 290 novas viaturas da Polícia Militar compradas pelo governo do Rio são de modelo que tirou nota zero em teste de segurançada Latin NCAP, associação de consumidores automotivos que promove testes com os principais carros vendidos no país. O modelo mais recente do Ford Ka Sedan será adotado nas ruas do Rio pela polícia a partir do mês que vem. Testes feitos no ano passado mostraram que o veículo tem "proteção pobre" para a região do peito dos ocupantes em casos de batidas laterais a pelo menos 64 km/h.

Segundo a associação, há possibilidade de os ocupantes do banco dianteiro terem ferimentos com risco de morte em caso de acidente. Também foi observado que a porta traseira do veículo se abre durante uma colisão, podendo o passageiro de trás ser expelido de dentro do carro. No caso de uma batida frontal, a proteção para o peito e as pernas do condutor foram consideradas "marginais". O resultado final, segundo a associação, é "extremamente desapontador". A nota zero num conceito que vai até cinco estrelas é um alerta para os consumidores do Ford Ka, terceiro modelo mais vendido no país.

Na PM, a preocupação é redobrada, já que os carros serão usados no patrulhamento, perseguições a suspeitos e incursões em favelas. O modelo a ser utilizado, no que diz respeito a itens de segurança, é igual a um que sai da fábrica para o consumidor comum. As únicas mudanças são de pintura e lanternagem, feitas com as características da viatura da PM.

A Ford venceu a licitação aberta pelo governo do Rio no início deste ano para o fornecimento de 580 viaturas. A empresa venceu a disputa com oferta R$ 1,4 milhão abaixo do valor original previsto no edital, de R$ 37,6 milhões. A Ford foi a única a apresentar propostas.

O Ford Ka não é o único modelo popular com mau desempenho no teste da Latin NCAP. Carro mais vendido do país, o Chevrolet Onix recebeu três estrelas para impacto lateral neste ano, após ter zerado no teste no ano passado. A montadora reforçou a estrutura de absorção de impacto nas portas. O Volkswagen Fox, por exemplo, obteve quatro estrelas, em teste de 2015 -último desse modelo.

A associação Latin NCAP tem entre seus integrantes o instituto Proteste, de defesa do consumidor. Os testes são feitos na Alemanha seguindo normas de segurança para veículos de passageiros estabelecidas pela ONU (Organização das Nações Unidas) desde 1995 e atualmente obrigatórias na Europa.

A PM do Rio poderia exigir medidas extras de segurança ao modelo, que possui airbag frontal e freios ABS. No edital de licitação, porém, a palavra segurança é usada apenas para designar a área de atuação dos veículos -no caso, a segurança pública. A segurança dos ocupantes não é uma exigência do edital.

Para o secretário geral da Latin NCAP, Alejandro Furas, o modelo não deveria ser usado para trabalho das polícias. "O carro brasileiro, do jeito que sai hoje da fábrica, não poderia ser vendido na Europa, por exemplo", diz Furas. "Esse carro é desaconselhado para ser usado pelas polícias."

Posição da PM

Apesar de a licitação ter sido feita em janeiro deste ano, o interventor federal na segurança pública do Rio, general Walter Braga Netto, tem anunciado a chegada das viaturas como um passo da sua gestão em direção ao objetivo maior, que é a tentativa de "restaurar a capacidade operativa das polícias", por meio de investimentos em equipamentos e pessoal.

A PM afirmou que o edital seguiu critérios técnicos e legais e foi realizada ampla pesquisa de mercado. Foram recolhidas para a elaboração do edital, ainda segundo a PM, informações de mercado, sites especializados, concessionárias, bancos de preços, consulta a fornecedores e a tabela Fipe. De acordo com a corporação, a compra é o "mais importante passo para ampliar sua frota de veículos".

A frota atual da PM é de 5.350 carros. Desse total, 3.323 estão em serviço. Há 1.838 carros inutilizados ou em manutenção. Outras 189 viaturas estão paradas em inquérito técnico (quando são baleadas, por exemplo, passam por inquérito técnico). A polícia prepara concorrência para manutenção de sua frota, no valor de R$ 93 milhões, ainda sem prazo.



Pernambuco
Aplicativo que mapeia tiroteios chega à Região Metropolitana do Recife
Ferramenta permite que qualquer cidadão compartilhe dados quando presenciar ou ouvir um tiroteio ou disparo de arma de fogo

Um aplicativo gratuito para mapear a violência armada estará disponível para usuários da Região Metropolitana do Recife (RMR) a partir do próximo domingo (1º). O "Fogo Cruzado", lançado no Rio de Janeiro em agosto de 2016, permite que qualquer cidadão compartilhe dados toda vez que presenciar ou ouvir um tiroteio ou disparo de arma de fogo. Recife é a segunda capital brasileira a contar com o app, que terá parceria com o Núcleo de Pesquisas em Políticas de Segurança da UFPE para análise dos dados.

Para usar a ferramenta, é necessário preencher um formulário no app. A informação enviada sobre os disparos é transformada em uma notificação em um mapa da Região Metropolitana do Recife. Os usuários podem receber notificações de tiroteios e disparos de armas de fogo em tempo real, sendo possível ativar a função automaticamente quando o usuário estiver em um raio de 3 quilômetros do local da ocorrência. O usuário poderá ainda optar por receber todas as notificações registradas no aplicativo.

A equipe do Fogo Cruzado também adiciona às bases de dados as informações recolhidas via imprensa e canais das autoridades policiais, sinalizadas de acordo com suas fontes. Jornalistas, pesquisadores, técnicos e público em geral podem acessar filtros de busca para depurar informações no site ou no aplicativo do Fogo Cruzado de acordo com bairros, datas, vítimas e outros critérios, gerando relatórios personalizados.

Em 2017, Pernambuco registrou 5.427 assassinatos, segundo a Secretaria de Defesa Social (SDS). Este ano, até o fim de fevereiro, foram computadas 867 mortes. Desse total, houve 113 mortes no Recife. Na Região Metropolitana do Recife (exceto a capital), 273 casos foram registrados - os municípios com maior quantidade de homicídios foram Jaboatão dos Guararapes e Olinda, onde aconteceram, respectivamente, 66 e 46 crimes.

Com EFE, Folhape,

0 comentários:

Postar um comentário