way2themes

Generalidades Notícias, número 48:

Por: | 4/20/2018 07:21:00 AM Deixe um comentário
Mundo 
EUA pedem mais ações concretas para seguir pressionando Maduro
O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, pediu nesta quinta-feira mais ações concretas para continuar pressionando o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, e reforçar as medidas já impostas pelo presidente americano, Donald Trump, contra o país.

"São requeridas ações concretas para restringir a capacidade dos funcionários corruptos do governo venezuelano e suas redes de apoio de abusarem do sistema financeiro internacional", afirmou Mnuchin em comunicado divulgado após uma reunião com ministros de 15 países.

O secretário do Tesouro disse que os ministros acertaram na reunião um fortalecimento da cooperação internacional e decidiram continuar compartilhar informação sobre os ativos funcionários do governo da Venezuela.

Trump impôs em março novas sanções econômicas contra a Venezuela ao proibir qualquer transação com a criptomoeda criada por Maduro, o petro. Na época, o presidente americano também incluiu em uma lista de sanções outros quatro membros do alto escalão do governo.

Estiveram no encontro com Mnuchin representantes de Argentina, Alemanha, Brasil, Canadá, Colômbia, Espanha, França, Guatemala, Itália, Japão, México, Panamá, Paraguai, Peru e Reino Unido.

Funcionários do Departamento do Tesouro disseram à Agencia Efe que os representantes mostraram grande apoio às sanções impostas pelo governo do Panamá à Venezuela.

O Panamá aumentou a supervisão sobre os ativos de 16 empresas e 55 cidadãos venezuelanos, entre eles Maduro.

As fontes ouvidas pela Efe que os países europeus defenderam mais sanções da União Europeia. Os representantes latino-americanos afirmaram que estão estudando a imposição de sanções ao país.

"Esse é um sinal que o mundo está fechando o cerco sobre a Venezuela", disse uma das fontes consultadas pela Efe.


México intercepta dois veículos com 191 migrantes em condições subumanas
Agentes federais do México interceptaram dois veículos nos quais viajavam 191 migrantes originais das Américas Central e do Sul em "condições subumanas", sem água nem alimentos, informou o Instituto Nacional de Migração (INM) mexicano nesta quinta-feira.

Do total de migrantes, 181 são originais da Guatemala, nove de Honduras e uma mulher do Brasil. Eles têm o direito de pedir refúgio no México ou, caso contrário, serão devolvidos aos respectivos países.

Um dos veículos é um ônibus que foi interceptado no estado de Hidalgo e no qual viajavam 88 pessoas em "condições de aglomeração e pouca ventilação", informou o INM em boletim. No segundo veículo, um caminhão interceptado no estado de Vera Cruz, viajavam 103 pessoas, 55 delas menores de idade.

Milhares de imigrantes ilegais cruzam todos os anos o território mexicano rumo aos Estados Unidos, um percurso no qual estão expostos a roubos, extorsões, sequestros e até mesmo assassinatos por grupos criminosos, assim como a abusos de autoridades corruptas.



Brasil

STF concede prisão domiciliar a Paulo Maluf
Questão foi decidida após a votação na qual a Corte definiu que Maluf não pode recorrer em liberdade da condenação de 7 anos e 9 meses de prisão pelo crime de lavagem de dinheiro

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, na noite desta quinta (19), conceder prisão domiciliar ao deputado federal Paulo Maluf(PP-SP) por razões de saúde.

A questão foi decidida após a votação na qual a Corte definiu que Maluf não pode recorrer em liberdade da condenação de 7 anos e 9 meses de prisão pelo crime de lavagem de dinheiro.

A decisão confirma liminar proferida pelo ministro Dias Toffoli, que, no mês passado, determinou que o deputado passe do regime fechado, no presídio da Papuda, em Brasília, para prisão domiciliar.

Atualmente, Maluf está internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. De acordo com o último boletim médico, divulgado na terça-feira (17), ele faz tratamento contra um câncer de próstata, que está em estágio evoluído, com metástase.


'Não consegui ainda convencer a mim mesmo de que devo ser candidato', diz Barbosa
Após encontro de duas horas, Joaquim Barbosa afirmou que ainda não se convenceu se realmente quer ser candidato e que sua família é contrária ao seu lançamento ao Palácio do Planalto
O ex-ministro do STF Joaquim Barbosa falhou na tentativa de reunir o apoio dos diferentes grupos do PSB em seu primeiro teste como possível candidato presidencial.
Em reunião nesta quinta (19), na qual se apresentou aos dirigentes da sigla, ele gerou dúvidas sobre a disposição em disputar a sucessão ao Planalto e teve sua eventual candidatura questionada por segmentos de peso da legenda.

O nome de Barbosa enfrenta resistência junto a dirigentes do PSB do Nordeste e do Sudeste, os quais avaliam que o lançamento da candidatura própria atrapalha a composição de alianças estaduais.

No encontro de cerca de duas horas, apenas um dos quatro governadores da sigla presentes participou até o fim. O primeiro a deixar a reunião, Márcio França, de São Paulo, defendeu o apoio da sigla a Geraldo Alckmin, do PSDB.

O segundo a deixar o encontro, Ricardo Coutinho, da Paraíba, pregou que o ideal seria a formação de uma "ampla frente democrática", podendo ou não ter o PSB como cabeça de chapa.

"Há dificuldade dos dois lados. O partido tem a sua história e as suas dificuldades regionais. E, do meu lado, eu tenho as minhas dificuldades de ordem pessoal. Não consegui ainda convencer a mim mesmo de que devo ser candidato", disse Joaquim Barbosa.

Ele ressaltou ainda que é um homem de vida discreta e quieta. "Faz quase quatro anos que eu saí da Suprema Corte. Vocês ouviram falar de mim?", questionou. Para tentar superar as dificuldades, ele deve iniciar a partir da semana que vem uma ofensiva individual aos governadores do partido.

O discurso de Barbosa gerou dúvidas junto ao comando nacional da sigla, que tinha segurança de que ele se filiou à sigla com o propósito único de se lançar candidato presidencial.

Na reunião, ele afirmou que a decisão deve ser muito bem pensada porque é o responsável financeiramente por uma família de oito pessoas. Barbosa atua hoje como advogado. "O cronograma é muito elástico e há muito tempo ainda. O partido pode inclusive optar por escolher um outro nome", afirmou.

Pesquisa
Na chegada, contudo, Barbosa comemorou o resultado da última pesquisa Datafolha, em que tem entre 9% e 10% de intenções de voto. "Para quem não vai frequenta ambientes públicos, órgãos públicos, quem não dá entrevista, quem leva uma vida pacata, está muito bom, né?"

Nos bastidores, no entanto, Barbosa tem deixado claro que já tomou a decisão de ser candidato e começa a discutir um programa de governo com a defesa do voto distrital misto, ensino integral, geração de emprego e reforma previdenciária. "Ele tem posição mais à esquerda, mais ao centro e mais à direita do que nós", resumiu o líder do PSB na Câmara, Júlio Delgado (MG).

O habitual comportamento inflexível de Barbosa refletiu em sua estreia com a militância e a imprensa. Ele tentou fugir dos jornalistas, irritou-se com o assédio e ignorou homenagem feita pelo movimento negro com cartazes e flores. "A gente fez um material muito lindo para receber o senhor", disse a secretária-geral da Negritude Socialista, Valneide Nascimento, que o abordou na chegada. "Eu tenho horário", disse Barbosa. "Vejo quando sair."

Resistência

Hoje o nome de Barbosa enfrenta resistência junto a dirigentes do partido do Nordeste e do Sudeste. Em São Paulo, o governador Márcio França defende abertamente o apoio a Geraldo Alckmin, do PSDB.

No Nordeste, candidatos a governo preferem que o PSB faça uma aliança com o PT, que tem maior força eleitoral na região.

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, reconheceu que há dificuldades em alianças regionais, mas que isso pode ser superado. Ele lembrou que em 2002, o ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho sofreu mais resistência que Barbosa ao se filiar ao PSB. E, mesmo assim, acabou tendo o apoio da legenda para a sucessão presidencial.

Ele descartou a possibilidade de Barbosa ser candidato a vice na chapa de Ciro Gomes ou de Marina Silva. "Nós não convidamos o Joaquim Barbosa ao PSB para ser vice de ninguém e não queremos indicar ele para vice de chapa nenhuma. Quem tem essa esperança pode esquecer", disse.

Siqueira afirmou que a indisposição com a política tradicional deve marcar o pleito de 2018 e que isso beneficiaria uma candidatura de Barbosa. Questionado sobre se a demora para tomar uma decisão pode afetar alianças e o desempenho do candidato, disse que a eleição é atípica e isso deve ter pouco efeito.

"Há candidatos que já estão até há um ano ou meses de pré-campanha e não conseguiram decolar. O único que conseguiu decolar foi o candidato que não pode ser candidato", disse.



Pernambuco
Familia procura estudante de Ciência da Computação que desapareceu na RMR
Arthur Henrique, de 24 anos, estuda na Unicap e foi visto pela última vez na tarde da quarta-feira (18). Carro do rapaz foi encontrado quebrado em Palmares.

Arthur Henrique Barros Lucena, de 24 anos, está desaparecido desde as 16h da última quarta-feira (18). Estudante de Ciência da Computação da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), o jovem mora com a família no bairro de Boa Viagem, Zona Sul do Recife. Quem tiver informações sobre o paradeiro do rapaz pode entrar em contato com a família por meio do (81) 9.9974-7372.

Segundo o amigo da família e padrinho, Flávio Lins, Arthur teria saído para ir à academia praticar natação e seguiria para a universidade, mas ele não compareceu a nenhum dos compromissos e, desde então, não se tem notícias dele. O carro do estudante, um Sandero, foi encontrado quebrado às margens da BR-101, próximo ao município de Palmares, na Zona da Mata Sul, e se encontra à disposição da polícia no pátio da Delegacia de Palmares, também segundo Flávio.

Ainda de acordo com o padrinho de Arthur, existe a possibilidade de o desaparecimento ter iniciado de forma voluntária, pois a família recebeu mensagem de texto do celular dele dizendo que estava bem e que não precisariam procurá-lo. A família recebeu informações de pessoas que afirmam ter visto um rapaz com as características de Arthur andando pela BR-101 em companhia de dois outros jovens próximo a Palmares. A última informação é de que o jovem foi visto em Maceió, perto da empresa Braskem, perguntando como chegar em Salvador. Nenhuma das informações foram confirmadas por câmeras.

Explosão de botijão de gás em residência deixa três pessoas feridas em Jaboatão
Acidente causou incêndio em residência e duas das vítimas foram removidas para o Hospital da Restauração, no bairro do Derby, na área central do Recife

A explosão de um botijão de gás em uma residência deixou três pessoas feridas - duas delas em estado grave - no bairro de Cajueiro Seco, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife (RMR), na madrugada desta quinta-feira (19). O acidente aconteceu por volta das 3h40 na rua Nossa Senhora de Fátima. A perícia irá identificar a causa da explosão.

O acidente causou um incêndio na casa e o Corpo de Bombeiros foi acionado às 3h51 para controlar as chamas. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Jaboatão conduziu duas vítimas até o Hospital da Restauração (HR), no bairro do Derby, na área central do Recife.

Andréa Gonçalves da Silva, de 46 anos, e Mike Jair Roberto da Silva, de 20 anos, deram entrada no HR com os corpos queimados pelo incêndio. Segundo a assessoria do hospital, o estado de saúde de Andréa é gravíssimo. Ela ficou com mais de 90% do corpo queimado. O quadro de Mike é grave, com cerca de 45% a 50% de queimaduras. Outra vítima não ficou muito ferida e assinou termo de recusa de remoção, de acordo com o Samu.

O vizinho Josias José Gomes conta que o casal havia se mudado na quarta-feira (18) e ainda arrumava a mudança da casa. Ele detalhou como deve ter acontecido a explosão. "Estava vazando gás, acumulou no primeiro andar e depois explodiu queimando a inquilina e o esposo dela. Tinha uma boca do fogão ligada e o registro do botijão aberto. As portas estavam fechadas e deve ter saído alguma faísca de energia", contou.

A Defesa Civil de Jaboatão dos Guararapes recebeu a demanda do Corpo de Bombeiros por volta das 5h30. "Viemos ao local e constatamos que a explosão causou danos à estrutura da edificação. Estamos interditando os imóveis que estão em risco, inclusive o que pegou fogo", afirmou o engenheiro civil Jonathan Lima, acrescentando que as equipes do órgão irão verificar a estrutura durante o dia para definir qual a medida cabível para sanar os riscos de desabamento.

A estrutura do prédio apresenta muitos riscos. Pedaços de madeira são utilizados para sustentar a alvenaria. "Um dos moradores vizinhos disse que o que segurou a casa foi uma planta que está enraizando na parede aqui do lado", disse Jonathan. "O prédio já apresentava riscos construtivos. Não sei nem como essa estrutura ainda está em pé", finalizou o engenheiro.

A vizinha Maria de Lourdes da Silva relata o momento da explosão. "Não sei como aconteceu, quando deu aquele estrondo eu e meu neto fomos ver. Tinha um homem pendurado na janela e a mulher por debaixo dos escombros", disse. Apesar da ordem da Defesa Civil de saída do local, moradores permanecem nas casas interditadas.

Com EFE, Folhape.

0 comentários:

Postar um comentário