way2themes

A ÚLTIMA

Retomando as atividades nas manhãs de segunda a sexta, o programa Jornal da Manhã, na 102,7, com a participação de Arinaldo Rodrigues, Fausto Neto e Tarcísio Lira, realizou uma entrevista com o prefeito em exercício, Gabriel Neto. Os
quinze dias de gestão interina, limpeza pública, Academia da Cidade, capinação em escolas, recuperação de frota, novo transporte para as crianças com microcefalia foram alguns dos assuntos tratados. Íntegra logo abaixo:

A imagem representa aquele que supera, sobrevive, possui bagagem intelecto-sapiencial. 
Relembro os que passaram em minha vida e inspiraram a essa espécie de sacerdócio, companheiros de primeira hora e outros que surgiram ao longo do tempo.
Da função exercida secularmente à dedicação como mestre na igreja, é vocação.
Feliz dia dos professores! Foi o magnânimo, intelectualíssimo, humilde e injustiçado imperador Dom Pedro II que tornou o dia 15 de outubro dia dos professores. Ele os venerava, construiu mais de 180 escolas com o dinheiro honesto de seu trabalho como chefe de Estado, ganhou um palacete de luxo e o doou para ser inaugurada a primeira escola preparatória de professores da América Latina, patrocinou o primeiro instituto para deficientes da América Latina, dava bolsas de estudo para brasileiros no exterior (contanto que voltassem ao Brasil e aplicassem seus conhecimentos aqui), comprava cartas de alforria para escravos e lhes dava estudo de boa qualidade. Aqui está uma ilustre frase dele: "Se eu não fosse imperador, seria professor. Não conheço missão maior e mais nobre que a de dirigir as inteligências jovens e preparar os homens do futuro".
Olhar por entre as folhas, bom dia ensolarado.
 

Imagem: 
Helena Kuznetsova
Nos graus de melhoria, ainda pequenos, mas contínuos, vemos pontos de esperança, como em uma tecitura por manufatura e sendo esta divina, só há o quê confiar.
Há os instrumentos conscientes, semi e totalmente sabedores do que fazem, como realizam e aonde chegarão com os feitos. Não devemos enxergar os problemas criados e vivenciados no município apenas (quer dizer isto e aquilo; nem só um, nem só outro) pela ótica da ação humana (estou dirigindo-me mais a quem tem alguma crença sincera em Deus, mas se não for o seu caso, vale a reflexão, de qualquer maneira). Existe poder além do mundo físico que milita contra a vida das pessoas e é fato a livre iniciativa, não sendo sociopatas, loucos, de quem engendra o mal, aproveitar-se da miserabilidade humana, da fragilidade populacional e usá-las para benefício. 
Se alguém não possui a mínima perspectiva da prestação de contas a alguém muitíssimo superior a si, sente-se "liberado" para a vilania. Algo como escreveu Dostoiévski: "Se Deus não existe, tudo é possível".

É por isso que em certas frases de cunho espiritual, proferidas pelas personalidades (aliteração) de certo destaque na cidade precisam ser escrutinadas - "...porque pelo fruto se conhece a árvore", disse Jesus no evangelho segundo Mateus 12:33.

Então, sugiro a você que se ainda não fez suas preces, comece hoje. E se já o faz, continue.

"Antes de tudo, recomendo que se façam súplicas, orações, intercessões e ações de graças, em favor de todas as pessoas; pelos reis e por todos os que exercem autoridade, para que tenhamos uma vida tranquila e pacífica, com toda a piedade e dignidade. Isto é bom e agradável diante de Deus, nosso Salvador". I Timóteo 2:1-3

A oração é também uma antecipação, prevenção, entrega do não-possível ou o ainda incompreensível (sem esquecer as ações de graça e semelhantes). O posterior é por nossa força, disposição, confiando em quem confiamos os pensamentos. E, sim, Deus só agirá no impossível e / ou na misericórdia do seu povo que a Ele suplicar, de coração contrito.

já antecipou?
Esta área já foi tema de postagem anterior, relacionada ao cuidado que poderia ser dado no chão, jardinagem, ambiente, já que parece ser local para um descanso físico-mental. Na atualidade é mais área para desfrute de adeptos do cigarro. Localiza-se na parte interna da Prefeitura e a torcida é para que a gestão recém-iniciada (interina) dê um trato, assim que puder. O destaque na maior parte das imagens é para o cacaueiro (Theobroma cacao), árvore característica das Américas e que tem como produtos derivados, o chocolate, a geleia, bebidas e sorvete. Na zona urbana do município, imagem rara.


No dia 16 de outubro, a Rádio Novo Dia, 102,7, retoma o programa Jornal da Manhã. Com as participações de Arinaldo Rodrigues, Fausto Neto e Tarcísio Lira. O noticiário matutino terá também a colaboração do blog Generalidades.

O convidado para essa reestreia será o prefeito em exercício, Gabriel Neto, que dará entrevista tratando dos assuntos de sua gestão.
A partir das 7:30.

Fausto Neto conversou com Leide, do Sindicato, e o advogado João Santana.
A imaginação moral é o nosso dom mais singular e o atributo humano que mais nos distingue dos animais. A capacidade de discernir entre o bem e o mal, entre o certo e o errado, entre o belo e o feio; a capacidade de conceber um padrão moral objetivo, e de identificar verdades morais que se impõem como necessárias em meio ao caos aparente das nossas circunstâncias, é o que nos permite desenvolver uma personalidade integrada, coesa e estável, imune às pressões e aos modismos do nosso meio e aos percalços da vida.

Sem a imaginação moral os homens se arrastariam pela existência, vivendo momento a momento, sem qualquer coesão, como o fazem os cães e os gatos. É a faculdade humana de discernir a grandeza, a justiça e a ordem para além dos padrões vigentes, apetites naturais e interesses próprios — inexplicável para as concepções reducionistas do homem defendidas pelos materialistas — que nos permite elevar nossas consciências ao controle dos vários impulsos discordantes que se agitam dentro de nós, de modo a transcender nossas limitações circunstanciais rumo à realização plena da nossa missão pessoal; daquilo que Viktor Frankl chamava de "sentido da vida".

Segundo essa concepção, a importância dos obstáculos que enfrentamos em um dado momento depende da contribuição, positiva ou negativa para a conquista da maturidade, que somos capazes de extrair de cada um deles. Não é preciso salientar, portanto, que a atenção mesquinha aos pequenos infortúnios e decepções é infinitamente mais nociva para a realização humana do que qualquer dificuldade contingente. Quando damos muita atenção aos nossos infortúnios e, sobretudo quando procuramos explicações externas e nos isentamos de nossa responsabilidade pessoal, tornamo-nos rancorosos e contaminamos nosso imaginário moral com a mesquinharia dos problemas práticos do nosso dia-a-dia, o que sempre acaba por estreitar nossos horizontes de consciência e, no limite, pode nos levar a ressignificar toda a realidade com base em nossas necessidades e desejos momentâneos — transformando-nos em pouco mais do que bichinhos, em meras criaturas bestializadas, escravos da nossa "carne".

Vivemos em um mundo caído, marcado pelo mal, pelas imperfeições e pelas enfermidades, pela fragmentação e pela ignorância, pelo pecado e pela morte, e que, no entanto, jamais excluiu do seu círculo de possibilidades a contemplação do transcendente e do eterno ou a consagração ao que é bom, belo e justo. Pelo contrário, neste mundo caído em que vivemos, é a concentração em assuntos mais elevados, é a consagração ao bom, ao belo e ao justo que nos fortalece, que nos abre novas perspectivas e amplia nossa potencial de ação, de modo que nossos problemas cotidianos deixam de ser a totalidade de nossas vidas e se tornam meras distrações; pois, se voltamos a nossa atenção para aquilo que nos infunde vitalidade, fé e esperança, também nossos problemas práticos serão solucionados, com facilidade e sem que consumam nossa energia. Dito de outro modo: "busquem primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e as demais coisas vos serão acrescentadas".

Filipe G. Martins