way2themes

Mais um resultado da política de fronteiras abertas, na Alemanha:

Por: | 14:28 Deixe um comentário
Por Cláudia Wild:

Ontem (28), um cabeleireiro sírio, assassino, Mohammad H, "refugiado" da política de fronteiras abertas, de cuja história, já tinha sido, inclusive, noticiada em vários entusiasmados jornais do país como um exemplo positivo de integração social, tentou matar sua patroa cortando-lhe a garganta. A sorte da vítima foi que um outro homem sírio de 22 anos conseguiu segurar o criminoso e tirar-lhe a faca da mão. Por este motivo o homicídio não se consumou.

A pobre mulher alemã de 64 anos tinha dado uma chance ao assassino islâmico, oferecendo-lhe um emprego digno em seu salão de beleza. Mesmo assim, isto não foi suficiente para afastar a barbárie. Eis um exemplo da vitoriosa integração islâmica na Alemanha. Segundo outros funcionários do estabelecimento, o criminoso era muitíssimo bem tratado pela proprietária do salão, a mulher dita "infiel" - que não professa a teocracia do profeta.

Illona F. precisou passar por uma intervenção cirúrgica de urgência e encontra-se no hospital. O assassino foi preso.
Espero que ela tenha aprendido a lição.

http://www.lr-online.de/regionen/elbe-elster/herzberg/Syrischer-Friseur-schneidet-Chefin-in-den-Hals;art1056,6061969?utm_content=buffer108aa

Foto: B. Rudow

0 comentários:

Postar um comentário