way2themes

Um caminho aos vereadores de São Lourenço da Mata - Cercadinho:

Por: | 15:10 Deixe um comentário
Para crianças bem novas ou animais de cuidado, a cerca delimita, protege, mantém alguém, algo seguro, mas também impede certas liberdades motoras. 

Na Casa, a dezena e meia de homens com idade, ética, educação e escolaridade diferentes deve ser compreendida para os olhares mais atentos. Notar a heterogeneidade de cada, interesses, princípios acima do sim / não, acordos mais visíveis e nem tão, porque hora aderem a uma proposição, hora outra antitética. É isso. O "bicho", a "criança" pode burlar o quadrado, escapar do objeto que limitadamente pode ser aplicado por outrem.

Já ouvi e vi edis reclamando sobre a suposta ostentação veicular, de companheiros na vereança e tempo depois praticando a mesma; já os assisti defendendo bandeiras executivas para, logo depois, as atacarem e mesmo os que se sentem senhores de si, observei baterem cabeça com algo que lhes escapou da compreensão estratégica.

Quando a pessoa comum (aqui um sinônimo para quem pensa só com dois neurônios - contra e a favor) depara-se com as atitudes momentâneas, prende o vereador no seu cercado mental, delimita-o a uma ênfase, e não discordo que alguns sejam muito limitados de raciocínio e expressão, no entanto, o ponto não é o que ele está fazendo ou dizendo, mas se você entende isso além das aparências, nota uma guinada com algo mais.
  
Daí, algum dos quinze que lê, percebe a "sacada"? Se sim, este é mais preparado. A torcida é para que o tal seja "do bem".

0 comentários:

Postar um comentário